manhã fria

quando acordamos o sol já estava alto

tentando achar uma brecha nas cortinas

mas nós seguimos deitados

e tudo o que ele fazia era criar uma auréola

tímida e retangular por fora dos panos

ela se remexeu ao meu lado e me abraçou

trocamos bons dias

continuamos debaixo das cobertas

decidindo se íamos fazer alguma coisa

naquele dia ou se já era possível jogar

os planos para o alto e ficar ali para sempre

eu não queria dizer

nem ela também

mas aquilo já fora decidido

antes mesmo de acordarmos

e foi o que fizemos extendendo a manhã fria

para além do meio dia

dos trinta graus que faziam lá fora

e do gato atropelado que vimos

na noite anterior.